segunda-feira, 17 de janeiro de 2022

LIVROS | Um Livro Para Cada Mês


Janeiro: Gretchen Rubin decidiu criar um projeto onde cada mês tinha um desafio específico que deveria cumprir para se tornar mais feliz. Todos os meses, o desafio mudava, mas o hábito que criou dever-se-ia manter à medida que o ano decorria. Decidiu chamar este desafio de The Happiness Project, que resultou num livro fantástico. Sendo janeiro um mês de resoluções, porque não colocar a resolução de sermos mais felizes na to-do list?
 
Fevereiro: O mês do amor pede uma proposta a preceito, e Love Letters From Great Men é a escolha perfeita. Sabiam que o livro nasceu por causa de Sexo e a Cidade? Uma compilação de cartas de amor escritas por várias figuras ilustres da história, arte e cultura. E desenganem-se se acham que são só cartas apaixonadas. 

Março: Um mês florido merece uma história onde as cerejeiras fazem parte da narrativa. Sweet Bean Taste é uma história muito simples sobre rendição e aceitação. Sobre perdoarmos os nossos erros, elevarmo-nos e colocarmos o preconceito de lado. Toca num tema muito endémico – que não revelo para manter o efeito surpresa – mas, no final, é uma história curta, mas inesquecível, sobre a amizade. 

Abril: Big Magic é o livro perfeito para receber um mês onde tudo parece desabrochar – e as ideias também! Fala sobre criatividade, sobre o poder da inspiração e sobre trabalhar as nossas ideias de uma forma mais realista e menos romantizada (especialmente quando associada à tristeza). 

Maio: Os primeiros laivos do verão combinam na perfeição com a experiência de Kamin por Florença, narrada na primeira pessoa em Bella Figura. A autora larga o emprego estável e a vida cinzenta de Londres para procurar um sentido de vida nas ruas italianas, entre gelados, muita massa, alguns episódios amorosos e amigos divertidos. Uma leitura leve e envolvente, cheia de receitas que podem experimentar também! 

Junho: As descrições da Alexandra Lucas Coelho sobre o Brasil e sobre as músicas de Caetano Veloso e Maria Bethânia são tão detalhadas e vivas que nos transportam para a brisa da Bahia e para as sonoridades dos dois artistas. Cinco Voltas na Bahia e Um Beijo Para Caetano Veloso é um livro que sabe a verão e que combina com toalhas estendidas na areia. 

Julho: Quem nunca sofreu por um romance de verão? Mas Call Me By Your Name é muito mais que isso, é um livro sobre paixão visceral, tão própria da adolescência, sobre sentimentos contraditórios, questões existenciais e apenas uma certeza: queremos fundir-nos no outro. As reflexões combinadas com as descrições idílicas do Norte de Itália são a combinação perfeita para leituras em julho. Bem sei que o filme é um tremendo sucesso (merecidamente), mas deem uma oportunidade ao livro porque traz ângulos difíceis de captar no cinema.

Agosto: O mês das férias, que pede uma leitura leve e descontraída, que divida bem o protagonismo com os mergulhos na piscina e as tardes de praia. Um Dia é o romance ideal, onde acompanhamos um casal platónico sempre no mesmo dia durante 20 anos. É um romance com substância, onde mergulhamos por inteiro nas personagens, mas que não compromete dias perfeitos de verão. 

Setembro: Se este mês fosse um livro, seria O Guarda da Praia. Um livro pequeno, com uma narrativa muito simples sobre dois amigos que se conhecem no verão, partilham um quotidiano descontraído e que se despedem do verão – e de um do outro – com um mergulho ao pôr-do-Sol. Um dos meus livros preferidos. 

Outubro: O mês das bruxas merece uma leitura de thriller, e A Paciente Silenciosa é a companhia ideal para tardes cinzentas. Conta a história de um terapeuta que tem em mãos uma paciente muito peculiar: depois de assistir à morte do marido, deixa de conseguir falar, ao ponto de não ter a capacidade de contar o que aconteceu naquela noite. O plot twist é muito original! 

Novembro: Dias de chuva e mantas quentinhas gritam pel’A Sombra do Vento, um livro misterioso e envolvente que fala sobre o poder mágico dos livros e que tem um tom sombrio que liga bem com a spookiness que outubro nos deixou! 

Dezembro: Para entrar no espírito natalício, My True Love Gave to Me reúne 12 contos de Natal escritos por autores diferentes e aclamados pelo público. Entre histórias de amor, amizade, assombração e até solidão, este livro é o match ideal para leituras à beira da lareira e com um cacau quente na mão.

1 comentário:

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)