segunda-feira, 13 de abril de 2020

LIVROS || Call Me By Your Name


2017 ficou marcado pelo sucesso da adaptação em filme do livro Call Me By Your Name, que derreteu os corações do público e... que me passou completamente ao lado, nesse ano. Três anos depois e com um tremendo desejo de viajar para qualquer lugar fora do meu sofá, decidi ir para o norte de Itália e confiar na popularidade da obra.

O jovem Elio e o académico americano Oliver são os protagonistas do romance de verão que dá origem a Call Me By Your Name. Mas a obra está longe de ser simplista ou juvenil; a narrativa é intensa e apaixonada — como se espera de um amor de verão —, bem desenvolvida, emotiva e sensorial. A aldeia remota em Itália abrilhanta o cenário idílico para o amor (discreto pelos receios do preconceito) acontecer de forma inesperada e bonita. Sentimos que cada parágrafo é escrito com o coração nas mãos e não temos outra alternativa senão sentir o mesmo que eles. Não vou mentir, houve trechos da narrativa onde me senti a mais, mas a sensação final foi de fascínio e emoção pelos sentimentos que os dois nutriam um pelo outro. 

Admito que não chorei e que criei muitas expectativas não correspondidas em torno do famoso diálogo entre Elio e o pai — mas acho que isso vai mudar quando assistir ao filme, que ainda não vi — mas Call Me By Your Name transportou-me para um verão em Itália e para as sensações à flor da pele típicas de um adolescente que tudo quer sentir e tudo quer anular, para a intensidade de um amor que sabemos que dura até Setembro. As introspeções, à falta de melhores palavras para as descrever, dizem tudo aquilo que sentimos quando amamos sem rédeas nem pudor. Não me deixou com uma vontade voraz de ler o novo volume que dá continuidade à história — acho que o livro tem finalidade — mas foi inesquecível. Uma boa sugestão para ler no verão.

WOOK
Livro | E-book

Bertrand
Livro | E-book

Este artigo contém links de afiliados.

2 comentários:

  1. Li o livro logo que vi o filme, na altura, e ainda foi mais heartbreaking! Descreve mesmo o amor no seu estado mais puro :).
    Beijinhos
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
  2. O livro é provavelmente o meu favorito de todo o sempre! É muito incrível, tocante e delicado. Adoro-o. O filme também é fantástico! Sobre o segundo livro, o "Find Me", digamos que era desnecessário.

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)