sábado, 6 de novembro de 2021

DAILY | 3 Revistas para Folhear


Já sabem que adoro revistas. Expliquei-o ao pormenor aqui, e embora aposte em algumas opções para tornar este consumo mais sustentável, há uma coleção de revistas que ainda faço questão de adquirir e de lhes reservar um momento para folhear — se possível, com uma chávena de chá incluída. São revistas que, pela sua curadoria editorial e pelo conteúdo enriquecedor, valem os meus cêntimos. Hoje, apresento-vos a minha trindade. 

OBSERVADOR LIFESTYLE
A minha preferida das três. Um projeto com assinatura de Ana Dias Ferreira e que combina o melhor de comprar, sair, comer e dormir em Portugal. Nem toda a sua curadoria foi feita para a minha carteira, sejamos sinceros, mas sinto-me sempre inspirada por cada artigo e tento adaptar as sugestões da revista para o meu quotidiano e para o que faz sentido, para mim. A escrita, os editoriais, o design e o posicionamento cativam-me a fazem-me querer sempre um exemplar desta publicação trimestral. Mais recentemente, começaram a apostar em edições exclusivas de guias de viagem — com foco nas nossas ilhas — e é um projeto que também tenho acompanhado.

A NOSSA PRIMA
Também com uma curadoria visual muito forte, A Nossa Prima posiciona-se numa linha editorial ligeiramente diferente. Sinto que não se foca tanto nos guias de compras, passeios e restaurantes e sim nas pessoas. Não deixa de ter as suas sugestões do que não podemos perder, mas os artigos são mais focados em entrevistas e temas sociais contemporâneos. É uma edição trimestral em que não me preocupo em reconhecer quem está na capa porque o que quero é conhecer novas formas de pensar sobre assuntos da atualidade. É difícil, hoje em dia, terminar uma revista com a sensação de que agregou alguma coisa — que não entreteve apenas nem que só deixou a nossa wishlist mais comprida, sabem? — e A Nossa Prima oferece-me essa experiência rica. 

TIME OUT
O website já é bastante rico em conteúdos e sugestões, mas sinto que a revista (trimestral) tem outro posicionamento. Esta é uma revista, evidentemente, focada nas sugestões para desfrutar do melhor de Lisboa (no caso da edição que eu compro, mas acho que também existe uma só do Porto), com reportagens sobre novos espaços, as exposições mais recentes e os lugares a não perder, mas acho que se diferencia do site por ter um foco muito urbano (no sentido de comunidade) e por ter um tom mais aberto e rebelde. Nesta revista, encontram entrevistas a Lisboetas desconhecidos mas que têm 'pinta', artigos sobre alguns dos temas mais pertinentes da cidade e de pessoas que têm mudado o panorama da capital. Sinto que me permite manter próxima da capital sem ter de lá viver. Não há medo de escrever sem filtros e de dizer palavrões — se se justificam. É uma revista contemporânea e que não quer obedecer às regras mais clássicas dos editoriais (e está no seu direito em ser diferente). Ocasionalmente, oferece aos leitores promoções exclusivas para as marcas, exposições e lugares sugeridos ao longo da edição.

Quais são as revistas que (ainda) estão na vossa mesinha?

1 comentário:

  1. Confesso que não tenho por hábito comprar revistas, só quando algum tema me interessa particularmente. A última que comprei foi a "Volta ao Mundo" por ter um tema de capa que queria ler. De resto acompanho a Nit e a Magg online.

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)