segunda-feira, 3 de agosto de 2020

FILMES || Julho • 2020


Popularizou-se no início do verão e dei por mim com curiosidade para entender o enredo por detrás de tantas aclamações! Milagre na Cela 7 é uma adaptação turca de um drama sul-coreano que nos apresenta a relação entre Ova com o seu pai Memo, portador de uma deficiência cognitiva. Memo vê-se injustamente acusado por um homicídio que não cometeu e sem forma de se defender — atraiçoado pela sua própria condição, pelas circunstâncias do incidente, pelo preconceito e pela sede de poder e autoridade de terceiros. A obra retrata todo o processo de Memo na sua injusta condenação e no seu desejo simples, mas honesto, de apenas regressar a casa para os braços da filha.

Milagre na Cela 7 levou-me às lágrimas (já não me lembro do último filme que me fez chorar tanto!) e deixou-me de coração apertado. O final surpreendeu-me e, embora não seja baseado numa história verídica, a premissa e a forma como tudo se desenvolve não nos parece ser tão irrealista em inúmeros regimes que tão bem estamos familiarizados. É um filme que custa ver mas que nos fala sobre amor puro e sem maldade. Para assistir com lenços à mão. 

Nomeado para 6 Óscars da Academia — e vendedor de dois, incluindo de Melhor Ator — Darkest Hour traça o perfil de Churchill nos primeiros anos e decisões enquanto Primeiro Ministro. Numa Inglaterra frágil e assustada pela guerra, Churchill não é uma figura popular — entre cidadãos e partidos — e as suas decisões arrojadas e personalidade excêntrica deixam o país em dúvida se este será o rosto ideal para fazer frente a uma Alemanha Nazi. 

Sendo quase impossível desligar-me da caracterização fabulosa de Churchill na série The Crown, é inegável a brilhante prestação de Gary Oldman e de toda a equipa de caracterização e figurinos. Não tem uma narrativa muito dinâmica mas faz um retrato fantástico daquela que foi uma figura inesquecível. A fotografia é extraordinária e, se me permitem a sugestão, para terem uma experiência ainda mais completa, sugiro que assistam a Dunkirk após Darkest Hour (ou antes, como preferirem)!

Ambas as obras estão disponíveis na Netflix. Já assistiram a algum?

1 comentário:

  1. O milagre na cela 7 fez-me chorar como nunca chorei a ver um filme, acho que ate fiquei com dores de cabeça de tanto que chorei. E mesmo muito bonito.

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)