domingo, 2 de agosto de 2020

LIVROS || The Art Of Showing Up


A surpresa do meu verão. Numa tentativa de explorar mais a fundo como é que posso estar mais presente a nível pessoal, profissional e social, mergulhei nas páginas do The Art of Showing Up sem saber bem o que esperar e terminando a leitura com a sensação de uma agradável surpresa. 

The Art of Showing Up procura otimizar a forma como nós estamos mais presentes e disponíveis na vida dos outros e nas nossas próprias emoções e fases de vida. Sabemos que somos mais felizes quando conseguimos ser mais assertivos nas nossas escolhas, tempo e sentimentos e também mais disponíveis para as pessoas que amamos. Este livro leva esses fatores em consideração. 

Está dividido em dois capítulos: a primeira metade do livro dedica-se inteiramente a trabalharmos as nossas reações aos que os outros nos fazem, pedem ou comunicam, às coisas fantásticas e ruins que nos acontecem, como estabelecer limites ou processar sensações e como gerir o tempo para sermos tudo o que ambicionamos: pessoas com tempo para si mas também com tempo para os seus, que trabalham com dedicação mas não deixam o trabalho consumir as suas vidas, que se preocupam com a sua saúde e com o mundo que as rodeia. 

A segunda metade do livro centra-se nas nossas relações e na dificuldade que sentimos em conseguir gerir o nosso tempo e disponibilidade para atender a todas as pessoas da nossa vida nas várias etapas que vamos enfrentando, à medida que crescemos. 

Este é um daqueles livros que é diferenciador não pelo conteúdo que traz mas pela forma como o comunica. Não tendo aqui soluções milagrosas ou segredos que nós não saibamos já, a forma como Rachel Miller desconstrói tudo o que sabemos e volta a conceptualizar de uma forma inovadora foi, para mim, uma lufada de ar fresco. Ler certas ideias (que eu achava já ter bem presentes) de uma maneira diferente fez sentido para interiorizar melhor as lições que cada capítulo tenta partilhar. Surpreendentemente, achei o livro verdadeiramente prático, não no sentido de nos desafiar a qualquer tipo de atividade mas por a própria autora partilhar sempre inúmeros exemplos práticos para evidenciar ou ajudar a processar a ideia que desenvolveu. É inspirador na medida certa. 

Temas como a gestão do tempo, reconfortar amigos em alturas difíceis, esquematizar de forma sublime os diferentes graus de intimidade que temos com as nossas pessoas, estabelecer limites e apoiar minorias são apenas alguns dos inúmeros tópicos disponíveis numa leitura rápida e muito acessível. Fui surpreendida com algumas das propostas e refleti muito sobre os meus comportamentos (e os das pessoas que me rodeiam). Foi um livro que me permitiu tirar apontamentos, levar algumas dicas valiosas para a vida e que cumpriu o propósito inicial: ajudar-me a ser mais presente para mim e para os meus. Recomendo!

WOOK

Bertrand

Este artigo contém links de afiliados.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)