quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

FILMES || Dunkirk


Dunkirk é um filme da autoria de Christopher Nolan que arrasou as bilheteiras, em 2017, e retrata uma operação militar, na Segunda Guerra Mundial, para resgatar 400 mil soldados aliados cercados em Dunquerque, em França, pelas tropas alemãs.

São vários os títulos de filmes de guerra e ainda mais saturado está o mercado de retrato à Segunda Guerra Mundial, mas Dunkirk destaca-se — merecidamente — por dois pormenores incríveis na forma como a história é contada; o primeiro é que esta longa-metragem é apresentada sob três perspetivas: terra, ar e mar. A mesma operação é observada do ponto de vista dos soldados cercados nas praias, da Força Aérea e da marinha. O segundo é que o filme é contado sob um efeito de analepse, onde as linhas temporais se misturam com as várias perspetivas. Esta combinação de fatores — bem ao estilo de Nolan — tornam o filme mais dinâmico e imersivo.

Este não é o típico filme de guerra com alto protagonismo dos Estados Unidos — que nem sequer figura na obra — e onde o bem vence o mal. É o retrato de uma das muitas operações e combates que foram necessários não para ganhar nem para perder, mas para sobreviver. Nem todos os combates e datas históricas desta Guerra terrível tiveram um desfecho concreto e vitorioso. Em muitos momentos, a vitória foi conseguirem salvar milhares de soldados confusos, jovens e que não mereciam passar por tamanho desfecho traumático. Dunkirk passa essa mensagem na perfeição, com uma estimulação visual e cinematográfica brilhante, como o realizador já nos vem habituando. Os prémios de Melhor Edição, Melhor Edição de Som e Melhor Mixagem de Som arrecadados nos Oscars são totalmente merecidos.

5 comentários:

  1. Para mim, o melhor deste filme foi que não se limitou a contar história. Fezme sentir lá. E se há algo que todos deviamos fazer ao ouvir a nossa história - principalmente a macabra como as guerras - era sentir. Porque só sentindo o medo e angústia - tanto de soldados como de cidadãos - é podemos absorver e fazer algo para que nunca repita. Limitar-se a contar, a saber que aconteceu não muda nada. Sentindo, é uma coisa diferente. E é neste ponto tão importante que Dunkirk ganha e todos os outros filmes de guerra falham.
    Opinião pessoal, claro.

    ResponderEliminar
  2. Dos melhores filmes que me lembro de ver nos "últimos tempos". Todo o lado de observação, que nos põe como simples espectadores impotentes, deixou-me à banda. Poderoso, sem dúvida!

    Jiji

    ResponderEliminar
  3. Este filme é mesmo muito bom, sobre este tema é, sem dúvida, dos melhores que vi até hoje. Fantástico!

    ResponderEliminar
  4. Para completar este ponto da História, o filme "Darkest Hour" é perfeito!

    ResponderEliminar
  5. Tenho andado para ver este filme mas ainda não tive oportunidade.

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)