segunda-feira, 22 de agosto de 2022

LIVROS | The Dinner List


Se pudessem juntar 5 pessoas – vivas ou mortas, celebridades ou do vosso círculo pessoal – para um jantar, quem convidariam? 

É a pergunta de um milhão que toda a gente já perguntou ou respondeu. Incluindo a protagonista de The Dinner List, Sabrina, que por ocasião do seu 30º aniversário vê a sua resposta cumprida: ao chegar à mesa do restaurante, encontra os seus 5 convidados, um grupo altamente improvável e eclético. 

Sabrina não compreende ao certo a razão do seu jantar de sonho se tornar realidade, mas depressa sente que esta é a oportunidade para, durante o jantar, tentar compreender como perdeu o seu grande amor e o que fazer para o resgatar. 

O realismo mágico tem sido uma assinatura da autora Rebecca Serle, e embora todos os seus livros tenham uma história competente – nem sempre incrível, mas que responde à premissa sem desiludir nesse aspeto -, The Dinner List foi, na minha opinião, o mais bem conseguido – quer a nível do enredo, quer na qualidade da escrita. 

Timings são tudo e talvez este livro se tenha cruzado comigo numa altura mais vulnerável, mas The Dinner List está certamente no meu TOP 3 de livros que mais me emocionaram. A escrita é envolvente e faz-nos sentir empatia, revolta e frustração pelas personagens e pela relação de Sabrina com o ex-namorado. E gostando eu de me gabar que antecipo muitos plots, este apanhou-me completamente de surpresa. 

Esta é uma história que fala sobre amor e relações, mas também sobre lidar com a imperfeição humana, com as falhas, com promessas quebradas, portas de saída escancaradas, timings errados e tempos de amadurecimento dessincronizados. Faz-nos refletir se o que queremos é uma história onde o destino parece ter jogado a nosso favor ou onde nós criámos a sorte no destino – e a quanto custo essa sorte foi criada. Leva-nos a pensar até onde podem ir os sonhos, quanto podemos doar de nós a quem amamos e qual a elasticidade do perdão. Se forem dois contra o mundo, será que é o mundo que está contra eles ou eles é que não foram feitos para a realidade do mundo?

The Dinner List roubou-me lágrimas e um pedacinho do meu coração, mas em contrapartida tornou-se num dos meus romances preferidos de sempre. Bravo para criatividade de Rebecca Serle e pela construção tão interessante de todas as personagens daquele memorável jantar.

WOOK

Bertrand

Este artigo contém links de afiliada.

1 comentário:

  1. Parecendo que não, é sempre uma pergunta difícil de responder.
    Fiquei curiosa com este livro.

    Segue-me:
    Blog | Instagram

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)