segunda-feira, 16 de maio de 2022

LIVROS | A Rapariga que Lia no Metro


Nunca tinha percebido como é que as pessoas diziam que se esqueciam da história dos livros que liam, mas assim que terminei A Rapariga que Lia no Metro, soube que nunca mais me iria lembrar desta narrativa. 

É um ótimo arranque para saberem desde já que não é um livro que fará parte da minha estante. Mas aquilo que mais senti foi que o livro defraudou-me com uma premissa e um título muito diferentes da experiência de leitura que temos de seguida. 

A premissa fala de Juliette, uma mulher que está saturada pela rotina, que não sente paixão pelo trabalho e que apanha o metro para fazer o mesmo percurso, todos os dias. É o único momento em que consegue deixar-se sonhar, em que sente que tem as rédeas do seu quotidiano. Aproveita esse caminho para observar as pessoas que a acompanham na carruagem, imaginando as suas vidas, observando as suas leituras. 

É um resumo lindíssimo, não é? Mas isto é o que acontece em apenas um capítulo da história. A verdadeira história é que Juliette conhece um homem invulgar com uma filha (ou filho, já não me recordo) e que a transportam para um realismo mágico em torno dos livros. 

A leitura é muito rápida, que podem aproveitar numa tarde pachorrenta. A narrativa é acessível, embora se note algumas influências no tom de outros autores. Não me marcou e gostava que a premissa fosse um pouco mais transparente.

WOOK

Bertrand

Este artigo contém links de afiliada.

3 comentários:

  1. Que pena, era um dos que queria ler, mas assim fico na dúvida se vale o investimento.
    Beijinhos
    Coisas de Feltro

    ResponderEliminar
  2. Não conhecia e pela tua review, acho que nunca vou ler :)

    ResponderEliminar
  3. Oh uau 😂 quando as tuas reviews são curtas, dizem imenso hahah
    Desconhecia e agradeço o facto de seres sincera no que dizes. Confiável, acima de tudo. Posto isto, não há de ser um livro da minha estante!

    Beijocas,
    Lyne, Imperium BlogCongresso Botânico - PodcastLivro DQNT

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)