domingo, 11 de abril de 2021

SÉRIES || Gilmore Girls: A Year In the Life


Já tinha partilhado convosco que Gilmore Girls foi uma pérola do passado descoberta apenas recentemente e, após vários serões descontraídos, terminei as sete temporadas para descobrir que, em 2016, praticamente todo o elenco — um feito notável, convenhamos — regressou a Stars Hollow para um spin off especial de 4 novos episódios.
 
Gilmore Girls: A Year In the Life, divide cada episódio por estação do ano e apresenta-nos todas as personagens que adoramos (ou nem tanto...) numa fase mais madura das suas vidas. Comecei a assistir a este spin off com alguma confiança, principalmente porque as reviews, em geral, são muito positivas, e de facto há pontos excelentes a reconhecer: a lealdade do elenco para com as suas personagens, os novos desafios que as protagonistas atravessam, o final surpreendente e o ambiente em geral que nos faz sentir que, mesmo passado tantos anos, Gilmore Girls continua a oferecer 40 minutos de uma história leve e reconfortante.
 
Porém, de uma forma global, não fiquei arrebatada. Há personagens que tinham uma evolução na série inicial e que agora regridem sem nenhuma lógica; há momentos da série completamente desnecessários e onde a desculpa do ‘eram outros tempos’ já não cola (que ideia foi aquela de colocar os miúdos como serviçais? Minutos preciosos de episódio para mostrar a Lorelai e a Rory como pedantes?!). A sensação final foi de que tentaram condensar o maior número de volte-faces e desafios em quatro episódios longos demais com superficialidade. Sinto que era uma minissérie com potencial para ter uma execução melhor.
 
Sem dar grandes spoilers, consolidei a minha ideia de que o Jess é a personagem mais bem conseguida da série (com a melhor evolução e a única pessoa altamente normal naquela cidade), reafirmei o quanto acho a Rory insuportável, achei algumas dinâmicas muito forçadas e, no final, sinto que são quatro episódios com uma salada de informação gira para quem acompanhou e gosta da série, mas que não faz grande sentido quando analisamos os episódios com alguma atenção — especialmente se assistirem logo após terem visto a série original, como foi o meu caso.
 
Quem já assistiu, qual foi a vossa opinião? Se tiver spoilers, peço-vos que alertem logo no início do comentário, por favor!

5 comentários:

  1. Adoro!
    Só que vi logo a seguir a ter visto "Gilmore Girls", por isso não causou a tal nostalgia. Foi um erro meu.
    Sou rapaz, mas adoro este género de séries, porque me faz sentir confortável. Quando comecei a ver "A Year in the Life", comecei a sentir uma tristeza porque sabia que era o fim de qualquer coisa. Por isso é que me tocou tanto e adorei aquela cena final da preparação do casamento.
    Entre uma e outra, escolheria a primeira, porque a segunda é como que a confirmação do fim de uma era. Daí ser tão "triste" de ver.

    ResponderEliminar
  2. Senti que fiquei a saber o mesmo, há situações bizarras que nada acrescentam à série. A Rory continua a mesma e a Lolerai está com uma crise de idade nunca antes vistas. Adorei ver a avó de Rory (não me recordo o nome) num renascer e a aprender a viver com o luto e tens toda a razão quando falas do Jess, é a única coisa que dali se aproveita. E aquele final.... É bom que voltem a pegar naquilo

    ResponderEliminar
  3. Vi a Serie Gilmore Girls e gostei, naquela época em que se via episódio a episódio e em que eu via mais series do que hoje em dia. Gostava imenso. A Spin Off não vi, nem sabia que existia.
    Beijinhos
    Coisas de Feltro

    ResponderEliminar
  4. O Jess é o amor da minha vida... Quando ele anda com livros no bolso eu automaticamente derreto 😂

    ResponderEliminar
  5. Inês, concordo contigo a 100% quando referes a evolução do Jess. Aliás, sinto que o "spin off" sobre ele que esteve em cima da mesa tinha tudo para ser um sucesso mas, infelizmente, não se chegou a concretizar.
    Vi "A Year in the Life" logo após terminar "Gilmore Girls" e a sensação com que fiquei foi que, embora tenha sido bom para matar as saudades dos fãs, deixou muito a desejar.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)