segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

BOBBY PINS || E Se Não Tivesse Um Blog?

Não teria o orgulho que tenho por ter criado um dos projetos que mais estimo. Os singelos ganchos de cabelo não teriam o simbolismo que (agora) têm, para mim. Não teria desenvolvido tanto esta noção de comunidade e de entre-ajuda que existe, na Blogosfera. Talvez não soubesse tanto sobre mim, ou tivesse de o descobrir de outras formas. Não saberia que tanto do que eu penso, gosto e reflito é comum e sentir-me-ia sempre 'deslocada'.

Se não tivesse criado o Bobby Pins, provavelmente o universo dos blogs passar-me-ia ao lado e é lamentável imaginar um cenário destes. Ler outros blogs permite conhecer múltiplas temáticas, opiniões e tendências num só lugar e com uma identidade associada. Não iria saber tantas coisas interessantes e provavelmente não iria escrever sobre elas e dar o meu próprio testemunho, quando faz sentido.

Escrever para um blog, ler e comentar outros blogs abriu os meus horizontes e permitiu-me ter experiências únicas que dificilmente teria de outra forma e permitiu-me conhecer várias abordagens ao mesmo assunto e aceitá-las. Pertencer a uma comunidade tão abrangente leva-nos a explorar imensas formas de pensar, gostar e comunicar que no nosso dia-a-dia acontecem de uma maneira muito mais pequenina. A Blogosfera é uma descoberta constante e que te estimula a manter o espírito aberto, o interesse e a atenção.

Se não tivesse o Bobby Pins, provavelmente não conheceria outros bloggers talentosos — alguns que conheço, até, pessoalmente e com quem desenvolvi amizade. Numa chance muito remota, iria cruzar caminho com eles sem desconfiar que têm ideias geniais, personalidades incríveis, qualidades nobres, um talento desmedido e jamais saberia que teria tanto carinho por eles. Iríamos apenas cruzar e pronto. Se não tivesse o Bobby Pins, não conheceria os meus leitores extraordinários que, ocasionalmente, gostam de se apresentar nos comentários, e-mails ou mensagens e que se materializam num rosto que imagino, sempre que lhes escrevo (como agora). Não conheceria tanta gente maravilhosa, bonita e genial que gosta do que escrevo e partilho (isto ainda me parece surreal!). Talvez não partilhasse tanto do que partilho.

Ter um blog molda um pouco a nossa abordagem para a vida e não o digo de forma dramática ou hiperbolizada. É como uns óculos especiais, onde ganhamos uma nova visão sobre tudo o que nos rodeia. Não visitamos mais os lugares da mesma forma. Não refletimos mais sobre as nossas conversas de forma tão fugaz. Não observamos as notícias e a atualidade no mesmo prisma e não comunicamos mais como dantes. Trazemos às costas uma bagagem de ideias, informações, opiniões e influências de tantos outros que desempenham o mesmo papel: escrever sobre tudo o que nos faz felizes. E usamos toda essa bagagem para observar, conversar, pensar, comer e escolher melhor.

Se seria a mesma Inês? Provavelmente. As mesmas ideias, o mesmo perfil, o mesmo gosto pela vida, o mesmo humor. E transformaria a vida à minha maneira na mesma. Mas o Bobby Pins arrecadou muito mais do que consigo imaginar e fico grata todos os dias por ter clicado no 'Criar um blog'. É difícil imaginar a minha vida sem o Bobby Pins e isso faz-me sentir que tenho razões para estar orgulhosa e para sentir que estou no caminho certo.


Obrigada, Lyne, pelo desafio.

7 comentários:

  1. Só podes estar orgulhosa do teu percurso e do blog maravilhoso que tens! Ainda bem que o Bobby Pins existe, que tu existes neste mundo para partilhares e inspirares os outros!
    Beijinho, Ana Rita*
    BLOG: http://www.margheritablog.com/ || INSTAGRAM: https://www.instagram.com/rititipi/ || FACEBOOK: https://www.facebook.com/margheritablog/

    ResponderEliminar
  2. A imagem foi tão bem escolhida. E o texto está ����. Ainda bem que tens o BP, claro que serias a mesma Inês sem ele, claro que estarias a crescer de uma forma bonita e surpreendente, porém, nunca nos tínhamos conhecido/cruzado, nem o mundo teria a hipótese de ler artigos tão bons como os teus. Por isso, um hip hip hurra a este blogue extraordinário.

    ResponderEliminar
  3. Acho que é por todos estes motivos que acabo sempre por voltar a escrever. Faz parte de nós ❤️

    ResponderEliminar
  4. Se não tivesses criado este blog as minhas semanas não teriam a mesma felicidade! Mas sem dúvida que o sentimento de quem escreve um blog é mesmo esse! Já tentei deixar de escrever no meu blog porque achava que não fazia sentido, mas no tempo que me tento afastar prova-me sempre o contrário! É uma necessidade inata ao meu ser e personalidade e estou muito feliz por continuar a fazê-lo e por saber que pela blogosfera existem pessoas tão talentosas como tu!

    ResponderEliminar
  5. Obrigada, eu, pelo teu relato!! Vindo de ti, só poderia ter a tua alma impressa! Que rica pessoa, és, e tudo aquilo que crias e partilhas! 💕
    Beijo grande,

    LYNE, IMPERIUM BLOG

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)