Dicas e factos sobre Londres I


Planeamento | Para além das dezenas de roteiros possíveis – com atrações e planos para todos os gostos e preferências – Londres é uma cidade grande e com vários pontos turísticos espalhados. É, por isso, importante planear Londres com tempo e por zonas. Eu diria que 4 dias completos são os mínimos olímpicos para terem uma visão da cidade e que uma semana completa é o ideal, principalmente numa primeira visita.


Museus grátis | Quase todos os museus mais turísticos de Londres são grátis – uma excelente oportunidade para quem está a viajar com um budget curto. A origem das entradas grátis nasceu de uma mistura entre a preocupação do governo com o desinteresse geral do público em pagar para visitar museus, nos anos 90, e a penalização ao British Museum por não colaborar na devolução dos artefactos e obras que são património de outros países – falarei sobre isso mais a detalhe no artigo sobre o British Museum. 

Big Ben | Sabiam que o nome oficial do Big Ben não é… Big Ben? Na verdade, o seu nome é Elizabeth Tower e só o sino que se encontra no interior da torre é que é batizado de Big Ben. 

Multibanco | Se estão a pensar fazer câmbio para libras das vossas notas, recomendo-vos cautela; a maioria dos estabelecimentos em Londres dão preferência a pagamentos por multibanco e métodos contacless como Apple Pay, por exemplo. Mesmo os próprios artistas de rua utilizam pequenos dispositivos onde podem rapidamente passar o cartão e o donativo é debitado da vossa conta. Cada vez mais as lojas estão desenhadas para que o pagamento seja rápido, impulsivo e menos ‘doloroso’. Está extremamente fácil gastar dinheiro em Londres, pelo que vos recomendo um bom cartão para não pagarem taxas e alguma consciência em todas as compras que façam. 

Adaptador | No meio de tantos preparativos de viagem, não se esqueçam de um elemento bastante importante: adaptador para tomadas. Os ingleses não têm o sistema europeu de tomadas. A maioria dos hotéis tem adaptadores que disponibilizam e todas as lojas de conveniência vendem um, mas… levem o vosso, à cautela. 


London Eye | Irei dedicar um só artigo à famosa London Eye, mas… sabiam que não é a maior roda gigante de Londres? Em 1895, foi inaugurada a The Great Wheel aquando da exposição The Empire of India Exhibition e, essa sim, foi a maior roda gigante que Londres já teve. Foi demolida em 1907 e a London Eye foi inaugurada em 1999. 


Oyster Card | Os transportes públicos de Londres, para além de serem altamente eficientes, são a forma mais eficaz de se deslocarem na cidade e conseguirem ir a todos os pontos do vosso roteiro. Se vão ficar em Londres mais do que 3 dias, eu recomendo muito a aquisição de um Oyster Card. O Oyster Card pode ser comprado com diferentes planos (consoante o número de dias e as zonas de Londres em que o cartão estará ativo) e, além de compensar muito os custos de viagens, oferece-vos também livre acesso ao metro e à maior parte dos autocarros na cidade. É prático, conveniente e conseguem adquirir em qualquer máquina automática de bilhetes no metro. 

Londres | A origem do nome ‘Londres’ é resultado de uma bela salada de antigos nomes com uma pitada de mistério. A verdade é que a cidade já se chamou Londonium, Ludenwic, Ludenberg (…). Eventualmente, chegou-se ao consenso de que o mais provável é ‘London’ ser originada a partir da antiga palavra celta ‘Londinous’ que significa ‘ser arrojado’. 


Os autocarros | É quase impossível imaginar que os icónicos autocarros vermelhos sejam uma identidade muito recente de Londres. Inicialmente, os autocarros de Londres tinham várias cores, onde cada tom identificava uma rota diferente – um código visual muito fácil de seguir. No início do séc. XX, a empresa ferroviária London General Omnibus queria distinguir-se da concorrência e decidiu que todos os autocarros seriam vermelhos, resultando neste símbolo da cidade. No entanto, com uma pitada de sorte, ainda encontram alguns autocarros com as cores originais – já me cruzei com um roxo e outro amarelo.

Apertem os cintos e agarrem nas vossas chávenas de chá: vamos até Londres, a minha cidade-casa!

Enviar um comentário

Partilha comigo o teu comentário ou opinião sobre este artigo. Sempre que possível, respondo às perguntas diretamente no comentário. Obrigada por estares aqui :)

Desde 2014

Instagram


P.S: HÁ SEMPRE BOAS NOTÍCIAS AO VIRAR DA ESQUINA
_______________________
Bobby Pins. Theme by STS.