segunda-feira, 11 de julho de 2022

LIVRO | Lições de Química


Tenho sempre relações tão tremidas com livros de ficção que, quando inicio um, já fico apreensiva se será tão envolvente e bom quanto eu espero. Quando vi a capa do Lições de Química, fiquei imediatamente apaixonada, mas foi a premissa que me fez levá-lo para casa por impulso. E ainda bem: foi uma das minhas melhores leituras de 2022, até agora. 

Lições de Química promete uma história bem original: passado nos anos 60, conhecemos Elizabeth Zott, uma cientista que, a preceito da época, luta pelo seu lugar e credibilidade no laboratório onde trabalha, dominado por homens. 

Uma série de peripécias – que não vou contar porque não quero estragar o fator surpresa – tiram Elizabeth Zott do seu gabinete de investigação e colocam-na em frente às câmaras, pronta para protagonizar um programa de culinária, Supper at Six, para entreter as donas de casa que necessitam de inspiração para preparar as refeições para o marido e restante família. Depressa vão perceber que Elizabeth Zott pretende mudar o paradigma. 

Este é um livro de verdadeiro poder feminino, mas que se manifesta através da história e percurso profissional da protagonista e de subtis momentos, diálogos e reviravoltas do livro que nos fazem sentir empatia, repulsa e inspiração. Não é um livro de 'mulheres ao poder' superficial: toca em temas que eram muito sensíveis nos anos 60 e, infelizmente, ainda não são encarados como deveriam, como monoparentalidade, privilégio masculino na ciência, maternidade, violência doméstica, abuso sexual, entre outros (pesquisem por possíveis gatilhos). 

Para além da narrativa envolvente e viciante, que me fez devorar este livro enorme em muito pouco tempo, é um livro que nos inspira e faz pensar no poder que uma comunidade tem quando se une e dita as regras – e não o contrário. Quando as audiências ditam os conteúdos, quando o consumidor tem a última palavra, quando a voz não se abafa porque existem outras para a ecoar. Mesmo existindo uma história paralela à principal que não me arrebatou, fiquei com uma admiração profunda pela protagonista – e adorei que tivesse tantas referências a química, uma das áreas científicas que mais gosto. 

Lições de Química é uma história que fica connosco, com personagens carismáticas, algumas até excêntricas, mas todas elas com traços de personalidade muito reais e humanos. Tem força, beleza e uma história muito original, que acredito que não vá passar despercebida das adaptações cinematográficas ou de televisão. Escusado será dizer que amei!

WOOK

Bertrand

Este artigo contém links de afiliada.

1 comentário:

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)