sábado, 19 de março de 2022

PASSAPORTE | Grössmunster


O recorte da Grössmunster (tradução literal para ‘grande catedral’) distingue-se dos restantes edifícios da cidade pelas suas duas torres gigantescas. É uma igreja evangélica e, desde a sua edificação no séc. XII, sofreu inúmeras reconstruções e renovações. 

A influência inicial é romântica, mas são as características neogóticas que mais se destacam no interior da nave. Não sendo permitida a captação de fotos no seu interior, são os vitrais de Sigmar Polke que lhe dão alguma vida, encanto e cor (mas sou suspeita, uma vez que não sou uma fã particular do período neogótico). 


Um dos detalhes mais interessantes e surpreendentes da visita, foi a visita à cripta. Esperamos sempre alguns clichés quando visitamos património religioso, mas uma instalação de arte contemporânea em néon na cripta de uma das catedrais mais emblemáticas da Suíça… não! Esta é uma pequena surpresa que demonstra um pouco aquilo que senti, em geral, acerca deste país: uma seriedade muito polida e um certo conservadorismo por fora, e um modernismo colorido por dentro, reservado apenas aos que se atrevem a conhecer a fundo o povo suíço. 

Mas o ex-libris é, sem dúvida, a visita à torre Karl onde, após 187 degraus, espera-nos uma vista extraordinária para a cidade velha, com o recorte de Zurique a combinar com a paisagem montanhosa no horizonte. É uma subida para corajosos – as escadas são em caracol e são bem claustrofóbicas, fica a advertência – mas compensa pelo miradouro lindíssimo. 


Nada em Zurique é barato – um alerta que já partilhei convosco aqui – e uma das dicas que partilharam comigo e que partilho, agora, convosco é que selecionem apenas uma torre das inúmeras igrejas de Zurique para subir e se abstenham de subir as restantes. Todas as subidas às torres são muito caras e, por as igrejas se situarem todas na mesma zona, a vista não muda. Pela perspetiva 360º e por ser a torre mais alta, a Grössmunster foi a nossa escolha. Mas se só quiserem ficar pela nave, a visita é gratuita (aproveitem, é coisa rara!).

1 comentário:

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)