sábado, 7 de agosto de 2021

PASSAPORTE | Voltar aos lugares onde já fomos felizes


Há uns tempos, estava a começar o meu dia na companhia de um chá preto e de uma ideia do Guilherme Geirinhas sobre voltarmos a lugares onde fomos felizes que fez muito sentido para mim: resumidamente, ele acredita que lugares onde conseguimos ser felizes duas vezes, conseguimos ser felizes sempre. Há muitos sítios onde só se consegue ser feliz uma vez. E eu acredito também. 

Não sou pessoa de repetir livros nem lugares. A constante curiosidade e o medo do tempo fazem com que eu esteja sempre à procura de novos destinos, mas confesso que também não fico indiferente à síndrome de regressar a um lugar onde tenho memórias muito fortes e especiais. Sei que o nosso cérebro abrilhanta muito do que realmente se passou, e o regresso dá uma dura pincelada de realidade às memórias que, para nós, tinham sido idílicas. 

Não regresso a muitos lugares, portanto, este exercício que o Guilherme propõe fez-me pensar quais são os meus lugares onde eu sou muito feliz. Cheguei à conclusão de que são Lisboa, Aveiro, Sintra, Sevilha e Alentejo. São os lugares onde sei que sou e serei feliz infinitas vezes, porque já fui feliz por lá mais do que duas vezes. Depois, existem outros lugares onde eu desconfio que também serei feliz de novo. Mas precisarei de voltar a pisar — e de ser desmedidamente feliz por lá — para o confirmar. 

Quais são os lugares onde sabem que podem voltar com a certeza de que vão ser felizes?

2 comentários:

  1. Este post deixou-me a refletir mas de outro modo...Tenho tentado ir a locais onde não fui feliz ou com a companhia errada, mas agora com a pessoa certa para tornar as memórias tristes em memórias felizes e tornar os locais motivos de regresso.

    ResponderEliminar
  2. Quanto a mim, adoro regressar a Montargil, Castelo de Bode e às suas praias fluviais, Porto Covo.
    Sou feliz lá e adoro voltar sempre que há oportunidade!

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)