quarta-feira, 14 de abril de 2021

SÉRIES || Crime Scene: Cecil Hotel


Não sei o que estava a fazer em 2013, mas é provável que estivesse numa rocha — ou a desesperar com biologia celular enquanto tentava fazer um exame com a mão partida — mas a verdade é que o caso macabro de Cecil Hotel passou por mim sem qualquer vestígio de memória. Foi um dos acontecimentos mais populares de 2013 que eu não recordo e, por isso, não compreendia a excitação que esta minissérie da Netflix tinha provocado no público. Foi através dela que conheci esta história. 

Se também viveram numa rocha em 2013 e fizeram exames de biocel com a mão em gesso, dou-vos um pequeno enquadramento: o Cecil Hotel é um edifício em Los Angeles que, ao longo dos anos, não acumulou a melhor reputação. A gota d'água chegou depois do desaparecimento misterioso de Elisa Lam, que esteve nas bocas do mundo por uma série de razões um pouco insólitas e macabras. O criador de As Gravações de Ted Bundy decidiu resgatar esta história e contá-la através de quatro episódios muito dinâmicos e extremamente bem editados. 

Como não conhecia a história, assisti a este documentário com os olhos frescos. Uma grande percentagem do público admitiu ficar desiludido com a forma como a série encerra — por 'deixar tudo em aberto', mas eu não partilho desta opinião. Não acho que o documentário termine em aberto (muito pelo contrário) e aborda um tema que eu acho de máxima importância (mais até do que todo o mistério): a saúde mental, em particular, bipolaridade. 

Atualmente, acho que há muito poucas pessoas no mundo que dirão que a saúde mental não é importante mas, numa abordagem enquanto sociedade, estamos sistematizados para não cumprirmos o que dizemos. Ainda temos comportamentos preconceituosos, ainda dizemos muita coisa sem sensibilidade, ainda temos muito pouca perceção de como funcionam outras doenças mentais que não sejam a depressão e a ansiedade (sendo que até estas conhecemos muito mal). A série faz uma abordagem ao assunto muito crucial — embora enquadrada no contexto da história — e, só por isto, eu já acho que vale muito a pena ver. Se são Sherlock Holmes de TV/podcast, vão gostar!

3 comentários:

  1. Olá Inês. Acho que essa história passou ao lado de muitos portugueses, pelo menos aqui em casa nenhum de nós conhecia também :P Ainda não vi a série da Netflix. Eu acabei por saber dessa história ainda de outra maneira, através do Jornalista YouTuber Jonhy Harris. Com a tua review da série, fiquei com curiosidade de a ver e deixo-te aqui o link do vídeo "Netflix was wrong!! The cecil hotel isn't haunted": https://www.youtube.com/watch?v=rKo8Sv99MkM&ab_channel=JohnnyHarris

    ResponderEliminar
  2. Também devia andar a viver debaixo de uma rocha em 2013 porque amo tudo o que esteja relacionado com true crime e similares e não conhecia a história até o documentário sair e ver toda a gente a falar sobre isso
    Confesso que andava a adiar, mas não podia ter lido esta publicação em melhor altura: acabei ontem uma série e andava à procura de algo suficientemente interessante para me entreter and I think that this is it

    ResponderEliminar
  3. Mais uma para a lista! Adoro o facto das tuas recomendações incluírem temporadas curtas, no entanto, bem trabalhadas. O ideal para quem gosta deste tipo de conteúdos, mas procura algo que valha o investimento :D

    Besitos,
    Lyne, Imperium Blog
    Congresso Botânico - Podcast

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)