domingo, 16 de fevereiro de 2020

INSTAGRAM || @biteback2030

São poucas as contas relacionadas com nutrição que eu opto por acompanhar nas redes sociais, mas uma das minhas preferidas é integrante do projeto Bite Back 2030, uma iniciativa britânica que se propõe a defender um mercado e uma indústria alimentar mais transparente e com opções mais seguras e saudáveis para os jovens. O direito à saúde em qualquer condição social e/ou financeira, a vontade de remar contra a corrente de alimentos processados ou campanhas enganosas e a necessidade de não baixar os braços e de agir são alguns dos valores da missão. 

Se procuram um feed harmonioso, coeso e com estímulos visuais idílicos de uma alimentação saudável e orgânica, talvez esta não seja a conta ideal, mas a verdade é que @biteback2030 tem feito a diferença na literacia em saúde, mais em específico, literacia em nutrição. Elucidar o público em relação a porções, rótulos, estratégias de marketing e políticas alimentares através de conteúdo real, prático e acessível tem feito a diferença no movimento. Mais do que alertar para más políticas alimentares, é importante que as pessoas compreendam de que forma essas estratégias estão a ser feitas e manipuladas para que também elas possam posicionar-se. 

Com o devido espírito crítico (sempre!) e a adaptação da realidade britânica aquilo que são as nossas circunstâncias em Portugal, @biteback2030 é uma conta que considero extremamente didática e que faz um serviço de saúde pública incrível. Sendo uma defensora da educação alimentar e de fazermos um consumo consciente — mesmo que seja a consciência de que o que estamos a comer não é saudável —, esta conta tem correspondido às minhas expectativas.


2 comentários:

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)