segunda-feira, 9 de setembro de 2019

SÉRIES || Victoria


Estreada em 2016 e já com três temporadas, há muito que tinha curiosidade em relação à série Victoria — especialmente depois de ter apanhado aleatoriamente este episódio que partilhei convosco aqui — mas só quando visitei Dublin é que este interesse se intensificou. Aproveitei um serão de sofá para me aventurar.

Victoria é uma série biográfica da monarca que batiza a própria produção, desde o momento em que foi proclamada rainha de uma Inglaterra em crise social e económica. Jovem e fora dos padrões mais nobres da realeza — baixa estatura e com uma impulsividade própria da idade — Victoria vê-se em constante necessidade de validar as suas capacidades enquanto regente. Com quase 64 anos de reinado, detinha o título do reinado mais longo do Reino Unido — apenas ultrapassado, em 2015, pela atual rainha Elizabeth II. Ao longo de toda a sua Era, acompanhou enormes transformações sociais, culturais, industriais e políticas. Se tudo isto não desperta curiosidade sobre a monarca, é intrigante a flutuação de popularidade que sofreu durante todo o seu reinado.

Confesso que — a par de The Crown — não me sinto refém da necessidade de verificar a veracidade de cada detalhe ou informação da série e que a consumo sabendo que, muito provavelmente, existem várias versões igualmente plausíveis sobre o mesmo episódio. Isso permite-me acompanhar a produção com alguma leveza e despreocupação, embora mantenha o sentido crítico. 

O profissionalismo do elenco, os figurinos, o guarda-roupa e os cenários, a música de abertura magistral que já me tinha conquistado muito antes da própria série, a história de amor inusitada e os desafios e deveres (profissionais e pessoais) com que a rainha se vai deparando ao longo do seu crescimento (enquanto monarca e mulher) cativam-me a cada episódio. Não é uma série que faça questão de consumir compulsivamente — a prova disso é que ainda nem a terminei. Mas é a escolha ideal quando quero terminar o dia com uma história que tem alguma robustez e um enredo interessante.

1 comentário:

  1. Olá!
    Tenho bastante interesse em conhecer e saber um pouco mais acerca dos tempos antepassados, das suas práticas e costumes. Talvez por isso o meu género de livros favorito seja o romance histórico e o género de filmes não foge igualemnte muito. Se bem que os de comédia e thriller também são muito bons, num panorama geral. Espero ver essa série que sugesriste para breve!
    Beijinhos,
    http://damselme.blogspot.com/?m=0

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)