sábado, 23 de março de 2019

PASSAPORTE || St. Patrick's Cathedral


É impossível visitar a Irlanda e não ouvir, em algum lugar, 'St. Patrick', mas talvez a Catedral de St. Patrick seja o maior ponto de referência — a par com St. Patrick's Day! A Catedral de St. Patrick é praticamente vizinha de Christ Church, razão pela qual são tantas vezes comparadas. É também uma ótima forma de potencializarem o tempo se estiverem a considerar visitar as duas.



Considerada a Catedral Nacional da Igreja Irlandesa, St. Patrick's Cathedral conta com 800 anos de admiração e beleza, tanto por fora — num lindíssimo e imponente edifício medieval, com a Minot's Tower a protagonizar e exibindo um dos primeiros relógios da Irlanda —, como por dentro. 


St. Patrick's Cathedral é um lugar de referência, especialmente (mas não só) durante as peregrinações. O lugar onde foi construída é muito simbólico, uma vez que era aqui que se localizava o poço onde St. Patrick realizava os seus batismos. Aliás, ainda hoje são realizados batismos nesta Catedral. A sua história e percurso, porém, tiveram momentos muito infelizes. Entre incêndios, abandonos e desastres provocados por um edifício em ruínas, o lugar recebeu uma nova vida e oportunidade graças às restaurações financiadas por Sir Guinness.



Entrando na Catedral, é difícil decidir se deixamos o olhar dispersar para cima, admirando o estilo gótico e os vitrais encantadores, ou se viramos a ponta do nariz para o chão e nos maravilhamos com os mosaicos. Não é muito comum as igrejas e Catedrais terem um chão tão bonito, e o padrão colorido torna todo o interior, imponente e escuro, mais festivo.


Toda a Catedral está repleta de detalhes fascinantes e considerei-a muito interativa, o que é algo de inovador e inesperado. Num local onde, normalmente, os visitantes são apenas convidados a entrar e a admirar em silêncio, a Catedral de St. Patrick incita a que participemos, compreendamos a história e façamos parte de um local religioso onde, por excelência, pensamos nas nossas pessoas. Há uma área da Catedral inteiramente dedicada a segmentos de guia de áudio e uma outra parte onde os visitantes podem desenhar, através de uma técnica simples e quase infalível, algumas das figuras presentes nos vitrais — incluindo St. Patrick — pelo que julgo que pode ser um bom ponto de interesse para crianças — embora só tenha encontrado adultos a participar.


Do lado oposto, encontra-se o meu ponto de interação preferido; uma pequena árvore improvisada que tem como folhagem uns papéis — no formato típico de folha — onde os visitantes podem escrever uma mensagem para quem já partiu e que querem recordar neste local especial. A ideia primordial era simplesmente dirigida a quem tinha perdido familiares e amigos na guerra, mas rapidamente outros entes queridos foram referidos e lembrados sem terem qualquer tipo de relação com este objetivo inicial. Em Novembro do ano passado, a Catedral foi decorada na nave com um cortinado de milhares de folhas onde os visitantes tinham escrito as suas mensagens, resultando numa homenagem de enorme beleza e valor emocional incalculável.



A Catedral está aberta todos os dias. O preço dos bilhetes corresponde a 6€ para adulto, 5€ se forem estudantes. As crianças têm entrada gratuita. Com o Dublin Pass, a entrada é gratuita.

1 comentário:

  1. Adoro sempre a ler os teus conteúdos de viagens porque além de nos mostrares lugares lindíssimos juntas sempre uma conexão histórica. E portanto para além de podermos fazer listas com locais a visitar, podemos sempre aprender mais alguma coisa.

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)