sexta-feira, 4 de outubro de 2019

ISTO É TÃO INÊS || E o Aniversário, Inês?


Pela primeira vez na vida desde que me lembro de ser gente, não estou entusiasmada ou ansiosa pelo meu aniversário. Não creio que esteja relacionado com o envelhecimento; sei que muita gente perde a excitação de fazer anos à medida que cresce e que os aniversários ganham uma conotação mais negativa do que positiva. Não é o meu caso e quem me acompanha há algum tempo sabe que sou uma miúda de celebrações — mesmo quando modestas. O meu aniversário é um dos meus dias preferidos do ano e nunca tive vergonha de o afirmar. Porém, este ano, a situação não está fácil. 

O número 25 encara-me com alguma imponência e eu sinto um aperto no estômago. Sinto que nada tenho para celebrar. Uma apatia instalou-se nesta data e tem-me deixado entristecida. Não estou com forças para marcar nada. Não estou com forças para enviar mensagens de convite. Não estou com forças para contar quantas confirmações. Não estou com forças para reservar mesas. Não estou com forças para planear. E mesmo quando o Diogo sugere um plano modesto a dois, encolho os ombros. Sinto que estou a fazer um amuo comigo mesma mas está longe de ser uma greve de felicidade. Estou... desanimada

Estes são, provavelmente, os parágrafos que nunca pensei um dia vir a escrever. Mas não me sinto importante. Ou que a data seja importante. Tenho algum receio que esta publicação seja mal interpretada — não me estou a propor como vítima, afinal de contas, é só um aniversário — mas conheço-me e sei o que é que eu valorizo, o que é que eu acho importante, o que é que me entusiasma. Por isso, embora este não seja o desabafo mais feliz, é um desabafo real: não estou entusiasmada com o meu aniversário.

6 comentários:

  1. Nem sempre temos que estar entusiasmados com tudo e se não o sentes o melhor é aceitar.

    ResponderEliminar
  2. Olá, Inês. Mesmo que estejas desanimada, tens imensas coisas para celebrar - e apenas sei o que partilhas por aqui (o que já se revela uma data de razões para comemorar este ano incrível que passaste) -, por isso, com festas, ou sem festas, ou com celebrações, ou sem celebrações, enquanto tua leitora assídua devo-te um enorme agradecimento porque trazes um bocadinho de luz contigo em tudo aquilo que partilhas! Espero que recuperes o entusiasmo e, caso isso não aconteça, que tenhas um aniversário sossegadinho mas ainda assim extraordinário!

    ResponderEliminar
  3. Inês, ao ler estas linhas revi-me no teu discurso. Ontem foi o meu Aniversário e sempre adorei celebrar este dia! As pessoas á minha volta já me conhecem muito bem e estão sempre a ver o que é que vou " inventar" para celebrar esta data. No entanto, também já houve anos em que me senti super triste e desmotivada sem saber bem a razão! Este ano comecei a planear e esforcei-me tanto para que as coisas fossem " perfeitas" que sinto que perdi o essencial: a serenidade e leveza do dia em si! Acabei por ficar extremamente stressada. Tudo isto para dizer que é perfeitamente normal haver momentos em que até mesmo aquelas pessoas que são a " alegria da festa" se sentem desmotivadas. Depende de imensa coisa mas são fases...apenas isso! Uma coisa é certa: seja com muita gente ou apenas com as pessoas de casa...celebramos o DOM DA VIDA! Independentemente da fase em que nos encontramos é bom poder agradecer e dizer: " Vida, aqui estou!!" Um beijinho!

    ResponderEliminar
  4. Esse sentimento é ok e não te tens que sentir mal por estares assim! Podem não haver celebrações enormes mas podes sempre celebrar-te a ler um livro e a beber um chá quente on your own, não há mal nenhum nisso. Vejo os aniversários como uma celebração da vida, da saúde, do que fizemos e do que queremos fazer. Não te preocupes muito com o assunto, não faz mal nenhum não querer celebrar!

    ResponderEliminar
  5. Olá Inês. Sigo o teu blog há bastante tempo e gosto muito das tuas publicações. Não sou de comentar, nem gosto de me expor, mas depois de ler esta publicação não podia deixar de o fazer. Só para te dizer que tenho a certeza que este ano, festejes o teu aniversário ou não, estejas mais ou menos feliz, nunca serás alguém 'irrelephant', porque as tuas palavras fazem magia na vida de algumas pessoas, como eu. Aprendo com a tua simplicidade e com a forma encantadora e como vês o mundo. Por isso, PARABÉNS por quem és.

    ResponderEliminar
  6. Há exatamente um ano disseste-me o seguinte: "De qualquer das formas, é o TEU dia, celebra como puderes porque mereces! Se não der com muitos, bem, que ao menos seja contigo e que aproveites a ocasião para te amares e amares a vida que criaste até agora! Nada de desânimo, combinado?"
    Embora a situação seja um pouco diferente, as palavras aplicam-se na perfeição a ti.
    Se não for com uma grande festa, rodeada dos teus, que ao menos seja contigo e que passes o dia da melhor forma possível. Afinal de contas, é o teu dia, mesmo que não o celebres. És incrível, nunca te esqueças disso.
    Muitos beijinhos! :)

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)