segunda-feira, 29 de abril de 2019

FILMES || Abril • 2019

Uma produção portuguesa, estreada em 2015 que funciona como um género de paródia ao Estado Novo. Gonçalo Waddington veste, assim, o papel de Capitão Falcão, um super-herói apoiante de Salazar que procura defender o país das 'forças negras' do Comunismo. O filme remete para um clássico de BD, entre cenas editadas, ângulos dramáticos e diálogos robóticos com voz colocada, e o resultado final é um filme de comédia altamente irónico e non-sense. Sou suspeita porque fico sempre rendida aos papéis que o Waddington protagoniza mas é um must com cunha nacional — não só na produção mas também no contexto histórico em si. Um filme leve para darem umas risadas.

Jobs
Protagonizado por Ashton Kutcher, Jobs é um filme sobre a figura que dá origem ao título e identidade a uma das marcas mais célebres e poderosas do mundo: a Apple. O percurso controverso desde a sua desistência da Faculdade até ser readmitido na empresa que o próprio fundou, é retratado sem faltarem pormenores da estratégia da marca e de desenvolvimento dos seus produtos. A luta de Jobs por manter a Apple fiel aos seus princípios iniciais é verdadeiramente interessante, embora não tenha ficado fã do final, que pareceu terminar em cima do joelho. Também acredito que o filme teria ganho se tivesse dado mais atenção aos produtos inovadores que relançaram a marca para ribalta — embora compreenda que procura ser uma biografia do criador da Apple e não dos produtos. No entanto, não deixa de ser um filme fantástico e no qual Kutcher merece todas as felicitações pela caracterização exímia do magnata.

Special Correspondents
Este filme original da Netflix apresenta-nos um jornalista de rádio e um técnico de som que, para melhorar a audiência da sua estação, partem para uma missão na América do Sul a fim de reportarem, em direto, todos os acontecimentos de uma rebelião. No entanto, por obra do infortúnio, nunca chegam a sair dos EUA e, com receio do fracasso — deles e da própria rádio — decidem esconder-se num apartamento e fazer as transmissões como se estivessem, de facto, no local, inventando as maiores peripécias e notícias, sem que ninguém desconfie.
Special Correspondents é uma comédia disparatada e com momentos que me fizeram gargalhar. Leve e descontraída, é a escolha perfeita se estiverem num domingo de ronha e quiserem escolher um filme com (bom) humor.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)