sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

DAILY || 4 Razões Para Fazeres Um Gratitude Journal (Ainda em Pandemia)


No ano passado, preenchi o meu Gratitude Journal que encapsulou os meus 25 anos mas também uma pandemia. Quando os primeiros efeitos da mesma se abateram, dei por mim a pensar se valeria a pena continuar a escrever num estado tão atípico e limitador. Mas continuei e, agora, quero dar-vos 4 razões para começarem um (ainda) em pandemia. 

É O VOSSO TESTEMUNHO
Independentemente do formato e dinâmica com que escolhem preencher o vosso Gratitude Journal, estão a encapsular tempo: a vossa idade, o vosso foco, esta época atípica, os desafios que estão a viver. Não precisam de explicitamente referenciar isso porque está subentendido na forma como prestam atenção às coisas do dia-a-dia — por influência da atualidade mas também da fase de vida em que se encontram. Quando relerem, será como fazer uma viagem no tempo. Podem pensar que não querem voltar a um tempo em pandemia mas não deixem esse pensamento redutor dominar a ideia porque, sim, vocês vão querer voltar atrás no tempo, não para revisitar uma pandemia, mas para se revisitarem. 

BOM HUMOR E STRESS
A parte incrível da ciência é que quase tudo se pode estudar e já existem resultados de que manter um registo de gratidão ajuda a melhorar o humor e a baixar os níveis de stress. Não é um medicamento mas constrói um hábito benéfico que vos instiga a ter um prisma que observa o que de bom aconteceu no vosso dia. O vosso cérebro agradece. 

É INDEPENDENTE
Entre tantas atividades e oportunidades que a pandemia limitou, fazer um Gratitude Journal não depende de mais ninguém senão de nós. Podemos realizá-lo nos mesmos moldes de antes e mesmo que pensem ‘não vou ter nada para registar estando confinado/a em casa’, a surpresa será grande quando observarem que sim. Existe muita coisa que vos vai acontecer de bom e que vão querer registar. 

FORTALECE LAÇOS SOCIAIS
Uma das componentes mais fragilizadas desta pandemia foi o estímulo social, uma vez que o distanciamento físico impera e, inevitavelmente, tem consequências sociais. Há um efeito de isolamento psicológico que é difícil de contornar com as alternativas digitais que temos ao dispor. Mas o que a ciência parece dizer é que um Gratitude Journal tem efeitos positivos no fortalecimento dos nossos laços porque nos faz pensar durante mais tempo e com maior consideração sobre os gestos simpáticos que as pessoas tiveram para connosco. Numa circunstância normal, alguém faz um gesto simpático para nós e sentimo-lo, agradecemo-lo por isso. Mas passa. O nosso dia-a-dia, por vezes, é tão louco que, se acontecer de manhã, ao chegar a noite já nem nos lembramos de que aconteceu. O registo resgata esse gesto e torna-o mais duradouro, o que acaba por ter um impacto na força desse laço (por vezes, até de meses, segundo alguns estudos). Numa época como estas, todos os gestos sociais que recebemos — mesmo que à distância — devem ser registados pelo efeito positivo de nos lembrarmos deles durante mais tempo e com consideração, beneficiando as nossas relações.

O meu Gratitude Journal consumia algum tempo mas eu não acho que seja necessário tanto. Uma frase pequena por dia ocupa-vos 5 minutos e tem um efeito igualmente positivo. Não há regras para criarem o vosso, sendo que a única que impera é que seja registado (digital ou manualmente, não importa). Estão prontos para começar o vosso?

3 comentários:

  1. É um exercício que faço todos os dias antes de adormecer e que faz sempre tão bem, acredito que tenha ainda mais impacto por escrito! É algo a concretizar, sem dúvida! Na minha missão país disseram uma vez "é maravilhoso ter tão pouco para pedir e tanto para agradecer" e fez-me todo o sentido! :)

    ResponderEliminar
  2. Faço-o diariamente sem falta e logo após o primeiro mês senti que seria para continuar. Este ano tenho feito no meu journal - todos os dias uma linha de gratidão e, quando justifica, registo momentos, frases e sentimentos para além desse, sem compromisso.

    ResponderEliminar
  3. Pratico a gratidão todos os dias, há uns bons meses (já antes de 2020, diria), mas só comecei a apontar no meu caderno de reflexões muito recentemente... Faz uma diferença muito grande registar, exatamente por me levar a refletir melhor no que quero deixar apontado. E sinto-me sempre muito melhor, sobretudo se a reflexão do dia tiver sido pesadinha!

    Beijocas,
    LYNE, IMPERIUM BLOG // CONGRESSO BOTÂNICO - PODCAST

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)