quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

AMOR || Feliz Dia dos Namorados

Feliz Dia aos Namorados. Aos que fazem com que as letras de Anavitória tenham sentido. À vida que torna a nossa vida mais incrível. Aos que cedem a última fatia de bolo, que dão a fatia de pizza que tem mais ingredientes, que metem a torrada do meio no prato do outro. Aos que já celebram anos, meses ou dias. Aos ladrões das gargalhadas mais altas. Aos que dizem 'amo-te' sem medo e a qualquer hora e aos que ainda têm muito medo de dizer. Aos que amam sem medo do preconceito. Aos que fariam qualquer coisa (e fariam mesmo). Aos que partem os relógios se isso parar o tempo. Aos que têm abraços que são lar. Aos que sabem quanto custaram todas as vitórias. Aos que odeiam esta data e aos que fazem desta data mais uma desculpa para amar. Aos que discutem o que ver no cinema e aos que dizem, em amor sincronizado, o mesmo título de filme. Ao doce que nenhuma nutricionista vai desaconselhar. Aos que não menosprezam as fragilidades do outro. Aos especialistas culinários da iguaria Prato Preferido. Aos que se conhecem de ginjeira, sem holofotes, e continuam a gostar como (ou ainda mais) da primeira vez. Aos que não ficam chateados se o outro adormecer a meio do filme, no sofá. Aos que nunca mais se separaram e aos que perceberam que a vida não tem piada nenhuma separados. À melhor companhia para dividir uma série ou um copo, numa festa. Aos que sabem sempre que tudo ia correr bem e que íamos conseguir. Aos que se desdobram. Aos que se entusiasmam pelo entusiasmo do outro, que são felizes com a felicidade do outro, que sofrem com o sofrimento do outro. Aos que coleccionam cartas de amor, brindes dos Kinder Ovo Surpresa e pins no mapa mundo. Aos que comem aquilo que jurámos que seria óptimo e não é. Aos que comem aquilo que odiamos e não temos coragem de dizer. Aos mensageiros mais especiais de 'Bom dia' e 'Boa noite', e tudo o que de bom for dito pelo meio. Aos que dividem gelados, conversas orgânicas e difíceis, memes e batatas fritas. Aos que sabem tão bem quando o outro está chateado. Aos que estão na bancada, em todos os jogos (e quando não podem estar, fazem por parecer que estiveram). Aos que ligam só para ouvir a voz do outro. Aos que estão a duas ruas de distância e aos que gostavam de estar assim. Aos que só podem estar, por agora, a uma mensagem e chamada de distância e aos que basta uma chamada e vêm a correr encurtar essa distância. Aos que vêem muitas lágrimas, caras e hábitos que mais ninguém vê. Aos que protegem a todo o custo, mas sabem que o outro jamais precisará de advogado de defesa. Aos que sabem exactamente do que o outro precisa. Aos que pedem perdão pelos erros pequeninos e pelos erros grandes. Aos que fazem todos os dias serem dias dos namorados. Aos que são o melhor do mundo, para cada um. E têm todos razão.


12 comentários:

  1. Inês, fiquei tão feliz com este texto! Obrigada por, uma vez mais, valorizares as pequenas coisas e por me mostrares que é possível ter fé no Amor - e não devemos ter vergonha dela. Isto é tão importante! :)

    ResponderEliminar
  2. De sugestões de filmes a posts sobre vegetais, a tua escrita tem esta doçura, este encanto próprio que transmite sentimentos de uma forma tão singular! Este texto fez isso mesmo, carrega um sentimento tão quente e tão bonito, que é impossível não ficarmos babados a ler.
    Só tu para fazeres isso, Inês

    Xiá
    Coffee Cup

    ResponderEliminar
  3. Aww tão bom, é isto mesmo!
    Agora estou ali nos que só podem estar, por agora, a uma mensagem e chamada de distância, mas à nossa maneira, é sempre bom :)
    Dia bom!

    ResponderEliminar
  4. Que texto maravilhoso, Inês :) a todos esses e a mais alguns. <3

    Jiji

    ResponderEliminar
  5. Que texto bonito!
    Parabéns pela maneira como escreves :)

    https://glamourandsparkletrends.blogspot.co.at/

    ResponderEliminar
  6. Inês adorei este texto e decidi partilhar! Espero que gostes.

    um beijinho,
    Sofia Santos
    https://inotherworldswords.blogspot.pt/2018/02/historias-por-ai-dia-dos-namorados.html

    ResponderEliminar
  7. Que texto tão bonito Inês.:)

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Que texto tão bonito, Inês! Deixaste-me emocionada :)

    ResponderEliminar
  9. Só digo isto: <3

    Beijinhos, Catarina
    https://batomebotasdatropa.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. A cada "Aos que..." que eu lia só pensava: esta miúda tem jeito para escrever que nem se acredita. Nunca deixes este cantinho morrer.

    ResponderEliminar

Quaisquer comentários que visem a ofender e/ou afectar a minha integridade, dos meus leitores, comentadores, bloggers ou entidades que refiro nas minhas publicações não serão aceites.

Quaisquer questões colocadas serão respondidas na própria caixa de comentários!

Muito obrigada por estares aqui :)